Minhoca questiona morosidade na construção da sede do Sebrae

O vereador de Santo André, professor Minhoca (PSDB), questionou na última sessão (7/03), através de requerimento, o SEBRAE -Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas.

De acordo com o vereador, a Câmara aprovou a doação do terreno em 2017 e havia um prazo de 18 meses para início das obras. Minhoca cobra que o Sebrae seja punido aumentando a demanda de cursos gratuitos aos andreenses.

“Nós demos um terreno para o Sebrae, votamos nessa casa. No contrato diz que em 18 meses precisa iniciar a obra, e já passou. A gente poderia ter punido o Sebrae a cada mês aumentar cursos para dos andreenses’, comenta o vereador

A Câmara de Santo André aprovou o projeto de lei do Executivo sobre doação de área de 3.500 m², no bairro Paraíso em maio de 2017.