Santo André abre campanha do Agosto Dourado com programação especial

0

Iniciativa tem objetivo de incentivar a amamentação, destacando a importância do leite materno para a melhor qualidade de vida dos bebês

A Secretaria de Saúde de Santo André preparou um programação especial para o Agosto Dourado, mês dedicado à intensificação das ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, destacando sua importância principalmente nos primeiros anos de vida das crianças.

Na manhã desta segunda-feira (1º), o Hospital da Mulher “Maria José dos Santos Stein” realizou abertura do Agosto Dourado e da Semana Mundial do Aleitamento Materno, com o tema “Fortalecer a Amamentação – Educando e Apoiando”.

O evento contou com uma palestra que abordou o tema aleitamento. Na sequência, as puérperas e nutricionistas do hospital, Fernanda Cristina de Oliveira e Audenira Menezes Moreno, falaram sobre a importância da amamentação, problemas que passaram e que podiam culminar na falta de leite, além da vitória de conseguir amamentar e doar leite materno. A doadora do Banco de Leite, Aline Bueno, também deu o seu depoimento e trocou experiências com as mães.

A iniciativa contou ainda com o talento de Fernando Rossi e da musicoterapeuta Camila Turco, que cantaram para os participantes em formato voz e violão.

“Depois de tudo o que a gente viveu na pandemia é muito gratificante retomar nossas ações do dia a dia. Os eventos da Semana do Aleitamento Materno e do Agosto Dourado reforçam as boas práticas dos nossos profissionais no cuidado com as nossas mamães e a qualidade dos serviços do Hospital da Mulher de Santo André”, diz o Diretor Geral da Secretaria de Saúde, Victor Chiavegato.

A amamentação é um ato de amor, carinho e proteção. O leite materno é o mais completo alimento para o desenvolvimento de uma criança e é capaz de reduzir a mortalidade de menores de 5 anos, por causas evitáveis, além de reduzir o risco de desenvolvimento de doenças crônicas como diabetes e hipertensão.

“A importância do aleitamento materno passa por benefícios à saúde física e emocional das mães, como diminuição de riscos de depressão pós-parto, diabetes e alguns tipos de câncer, além de toda a contribuição para o desenvolvimento dos bebês”, diz a coordenadora de saúde integral da mulher, Ana Paula Ponceano.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here