Santo André aplica segunda dose da AstraZeneca em munícipes com mais de 18 anos com comorbidades

0

Agendamento de segunda dose também está disponível para pessoas com deficiência acima de 18 anos que recebem BPC

Pessoas com mais de 18 anos com comorbidades que foram vacinadas com a primeira dose da AstraZeneca já podem agendar a aplicação da segunda dose em Santo André. O agendamento de segunda dose também está disponível para pessoas com deficiência acima de 18 anos que recebem BPC (Benefício de Prestação Continuada).

Para agendar, basta acessar o site psa.santoandre.br/vacinacovid, que indicará data, horário e local disponíveis.

“Santo André segue avançando na vacinação com organização, responsabilidade e gestão. Já estamos chegando à importante marca de 50% da população adulta vacinada com as duas doses, um resultado que nos coloca cada vez mais próximos do fim da guerra contra a Covid-19″, destacou o prefeito Paulo Serra.

O município também segue aplicando a segunda dose da vacina Coronavac em pessoas com 28 e 29 anos que receberam a primeira dose da Coronavac. Todos os munícipes deverão, obrigatoriamente, apresentar comprovante de residência, documento de identidade e comprovante da primeira dose.

Até o momento, foram aplicadas 815.797 doses vacina em Santo André, o que garantiu que o município chegasse ao índice de 99% da população adulta vacinada com pelo menos uma dose do imunizante e 49% da população com o esquema vacinal completo.

Apesar do avanço da vacinação no município, a Secretaria de Saúde alerta sobre a necessidade de manter os protocolos sanitários com a higienização das mãos, distanciamento social e utilização de máscara. Para esclarecer dúvidas e obter outras informações sobre o cadastramento, além do portal da Prefeitura de Santo André, há também o telefone 0800-4848004.

Para garantir comodidade, segurança e conforto, o município se mantém estruturado com sete pontos drive-thru estrategicamente posicionados para a vacinação do público-alvo.

O Ministério da Saúde não recomenda que seja feita a aplicação das vacinas contra a Covid-19 e contra a Influenza conjuntamente. A pasta orienta que as pessoas que estiverem nos grupos prioritários procurem se vacinar antes contra a Covid-19. Especialistas recomendam um intervalo de pelo menos 14 dias entre a imunização contra coronavírus e a vacina contra a gripe. Pessoas infectadas com a Covid-19 ou que receberam alta há menos de 28 dias não poderão tomar a vacina contra a Influenza.