Após ser suspeito de criar lista Antifascista, deputado tem dados vazados pelo Anonymous

Na tarde desta sexta-feira (5), um perfil do Twitter republicou os dados do Deputado Estadual de São Paulo, Douglas García (PSL). A postagem atribuída ao grupo Anonymous já tinha sido divulgada na semana passada, e é seguida de uma mensagem dos ativistas digitais à Douglas, “Você não é machão pra expor Antifascista? Vamo ver se é machão agora”, além do CNPJ, Endereço e telefone.

O dossiê com quase mil nomes de Antifascista tem como principal suspeito de sua criação o deputado estadual, aliado do presidente Jair Bolsonaro. O deputado, que considera o movimento uma organização terrorista, afirmou que nunca divulgou dados das pessoas, apenas os entregou a autoridades.

Na Assembleia Legislativa de São Paulo, o PSOL, PCdoB e PT protocolaram um pedido de cassação de Douglas. Ao mesmo tempo, pessoas expostas no documento se organizam para acionar a Justiça.