SAÚDE: CASOS DE HIV/AIDS VOLTAM A SUBIR NO BRASIL

Contribuição: Dr. Jairo Bouer 

Dados do Ministério da Saúde a cada 2 horas três pessoas morrem pela infecção do HIV no Brasil, totalizando mais de 12 mil óbitos por ano. A UNAIDS (Órgão das Nações Unidas de prevenção e cuidados com a AIDS) revelou que no último ano houve um aumento de 4% nos números de infectados pelo vírus, o pais é responsável por mais de 40% dos novos casos na América Latina.

MAS AFINAL O QUE É A AIDS E O HIV?

A síndrome da Imunodeficiência Adquirida, popularmente conhecida como AIDS, é a fase final da infecção pelo HIV. O vírus HIV ataca as células do Sistema Imunológico (Linfócitos), alterando seu funcionamento e reduzindo o poder de defesa do organismo.

COMO ELE É CONTRAIDO?

Hoje em dia é muito difícil adquirir o HIV por transfusão sanguínea, graças aos avanços tecnológicos dos bancos de sangue em todo o mundo. Outro fator que não é mais comum são as transmissões de mãe para filho, as mulheres infectadas fazendo o pré-natal corretamente e tomando as medicações antirretrovirais protegerá seu filho. 

A forma quase total de transmissões em novos casos de HIV no Brasil é por relação sexual desprotegida, sem o uso da camisinha.

APÓS A CONTAMINAÇÃO:

Logo após a contaminação pelo vírus, o indivíduo não irá sentir mudanças drásticas, esse período é chamado de Fase Assintomática, o tempo que o HIV demora para se manifestar na maioria dos casos é de 4 a 6 anos, porém logo após contrair o vírus, mesmo sem os sintomas presentes o indivíduo já transmite.

SINTOMAS INICIAIS DA INFECÇÃO PELO HIV: Problemas de pele, Alergias, Perda de peso, Diarreia, Febre.

Esses são os sintomas mais comuns após a fase assintomática.

SINTOMAS DA AIDS:• Fungos na Boca (candidíase), Tuberculose, Pneumonia, Meningites, Encefalites, Infecções no intestino.

Vale ressaltar que esses sintomas acima, são na fase final que chamamos de AIDS, o indivíduo que descobre a infecção na fase inicial e faz o tratamento corretamente, levará uma vida normal e não chegará a ter a imunodeficiência.

TRATAMENTO:

O tratamento antirretroviral no Brasil é distribuído gratuitamente pelo SUS, e com apenas um comprimido por dia a pessoa não ficará doente, com exames mostrando a carga viral baixa a pessoa não transmitirá o vírus e sua expectativa de vida será a mesma de uma pessoa que nunca contraiu o HIV.

PREVENÇÃO:

  • Uso de Preservativos

O método mais eficaz para não se contrair o HIV é o uso da popular e conhecida CAMISINHA.

  • PEP

No Sistema Único de Saúde também temos o PEP (Profilaxia Pós-Exposição), então caso a pessoa tenha tido relação sexual sem proteção em menos de 72 horas, deve-se comparecer ao COAS de sua cidade e fazer um tratamento de 28 dias com um conjunto de comprimidos que evitará a possível infecção pelo vírus.

A AIDS é uma doença silenciosa, por esse motivo todos devemos pelo menos uma vez na vida fazer o teste para o HIV, mesmo que não tenha sintomas, e caso tenha relações sexuais sem o uso do preservativo, é recomendado que pelo menos a cada 6 meses repita o teste.