Prefeito de Manaus entra com queixa-crime contra Bolsonaro no STF

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), afirmou nesta quarta-feira (3) ter apresentado uma queixa-crime ao STF (Supremo Tribunal Federal) em que acusa o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de injúria e difamação.

Segundo ele, o documento foi protocolado na segunda-feira (1º) e é embasado nas declarações da reunião ministerial de 22 de abril. Durante o evento, o presidente xingou Arthur Virgílio e os governadores de São Paulo, João Doria (PSDB), e do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC).