Flordelis é a mandante do assassinato do marido, aponta polícia

0

A Polícia Civil do Rio de Janeiro desencadeou uma operação na manhã desta segunda-feira (24) para cumprir mandados de busca e apreensão e 9 prisões relacionadas ao assassinato do pastor Anderson do Carmo.

A deputada federal Flordelis (PSD-RJ), que tem foro privilegiado e não pôde ser presa, é acusada de homicídio triplamente qualificado, associação criminosa, uso de documentos falsos e falsidade ideológica. Segundo os investigadores, a viúva é a mandante do crime.

Os mandados estão sendo cumpridos na casa de Flordelis, em Niterói, no Rio de Janeiro, e em Brasília. Flordelis é uma das 11 pessoas denunciadas, mas não há mandado de prisão contra ela.