São Caetano promove mutirão de bariátrica e vira referência internacional no tratamento à obesidade

0


São Caetano do Sul, mais uma vez, é destaque em decorrência  das ações de políticas públicas contra a obesidade. Dessa vez, na última sexta-feira (31/08) e sábado (01/09), no Centro de Endoscopia Dr Odair Manzini, localizado no Hospital Márcia Braido, a Prefeitura promoveu, de forma inédita no País, mutirão com 14 procedimentos em pacientes do Programa de Endoscopia e Cirurgia Bariátrica da Secretaria Municipal de Saúde.

“São procedimentos moderníssimos que trazem melhora na qualidade de vida do paciente obeso”, destacou o prefeito José Auricchio Júnior. “São Caetano se torna, novamente, referência internacional no tratamento da obesidade mórbida”, completou.

Na sexta, a Prefeitura realizou uma gastroplastia endoscópica (técnica de redução de estômago por meio de endoscopia) e, além disso, foram feitas quatro intervenções de sutura gástrica, um tratamento endoscópico da mucosa duodenal, um tratamento de plasma de argônio e dois tratamentos de complicações, em pessoas que já passaram por cirurgias anteriormente, mas que voltaram a ganhar peso. No sábado, cinco pacientes foram submetidos à colocação de balão intragástrico.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Regina Maura Zetone, os pacientes passaram por acompanhamento com a equipe multidisciplinar que envolve nutricionista, psicólogo, cardiologista, endocrinologista, pneumologista, psiquiatra e gastroenterologista.

“Vanguarda, a cidade traz novos procedimentos para tratar uma patologia crônica incurável, mas que é possível ser controlada. Somos o único município que realiza com verbas próprias a cirurgia bariátrica e, agora, também dispomos desse avanço que é a intervenção por meio da endoscopia”, avaliou Regina.

Jadhy Ruana, 23 anos, moradora do Bairro Cerâmica, passou pela gastroplastia endoscópica. Estudante de Direito, revelou que já sofreu discriminação por conta do peso em lojas e até em entrevistas de emprego. “Nos últimos cinco anos, engordei muito rapidamente por causa da alimentação errada, da ansiedade e do ovário policístico que desenvolvi.

Cheguei a tomar remédio para emagrecer, mas entrei em depressão”, revelou. “Sempre dancei e fiz caminhadas, porém, por falta de tempo, fui abandonando esses hábitos. Já passei por constrangimento ao tentar comprar roupas de uma determinada marca e as vendedoras riram de mim, falando que não havia a minha numeração. Até mesmo estágio é difícil de conseguir, porque rotulam o obeso de preguiçoso”, completou.

“Há duas semanas, quando recebi a notícia de que passaria pelo procedimento, chorei de emoção. É um renascimento, com novas oportunidades.”

A respeito da intervenção e atendimento, Jadhy só teceu elogios.

“Estou muito calma, principalmente por saber que será menos invasiva e de mais rápida recuperação. Sobre a equipe, desde a recepção até os médicos, todos foram extremamente acolhedores, atenciosos e isso só me deixa ainda mais segura e tranquila”. Com a gastroplastia endoscópica, Jadhy deve perder de 20 a 25% do peso atual, que é 105kg.

Os pacientes contemplados estavam na fila de espera para a cirurgia e foram chamados para nova triagem. Aqueles que apresentaram índice de massa corpórea menor foram encaminhados para o procedimento endoscópico. Em 2018, já foram realizadas cinco cirurgias bariátricas – outras três já estão agendadas e 20 pessoas estão em preparo para a realização de novos procedimentos.

REFERÊNCIA INTERNACIONAL

O gastrocirurgião e endoscopista coordenador do serviço de Endoscopia de São Caetano do Sul, Eduardo Grecco, explicou que os procedimentos também foram acompanhados por profissionais de países como Argentina, Canadá e Índia, além de estudantes brasileiros.

“São Caetano se tornou elegível para sediar uma série de pesquisas em virtude da infraestrutura que a cidade dispõe. Recebemos a solicitação de especialistas de diversas partes do mundo que querem passar por essa capacitação conosco, uma vez que viramos referência em estudo”, contou.

“Com essa máster class, além de atender a população, o município, em parceria com a Faculdade de Medicina do ABC, oferece qualificação e treinamento”.