Pela Democracia: PCdoB defende continuidade de Atila na prefeitura de Mauá

0

Três anos após a saída do Prefeito de Mauá, Atila Jacomussi, do PCdoB, a sigla tenta se reaproximar do Socialista.
Mantendo o alinhamento democrático do Partido Comunista do Brasil, após aprovação do pedido de impeachment do PSL ser aceito em 18/04, membros do Partido já expressavam repúdio pelo modo que afastou o prefeito de seu cargo.
Veja nota do diretório municipal do partido sobre o assunto:

“Foi uma discussão coletiva da direção municipal em reunião, defendendo o processo democrático que precisa ser ser respeitado, pela vontade do POVO que o elegeu prefeito com 112.788 votos.

O PCdoB é contra a forma que o afastou do cargo (impeachment) por decisão política, sem respaldo judicial tanto que a justiça o reconduziu por 3×0 ao cargo de prefeito. A Faixa não faz reaproximação e sim uma continuidade de um projeto construído com e pelo PCdoB em 2016.

O Partido tem se posicionado de maneira firme contra projetos que retiram direitos do povo como a reforma da previdência, terceirização, privatizações, os cortes na educação e a reforma trabalhista que retira ainda mais direitos dos trabalhadores. Acreditamos que é importante valorizar a DEMOCRACIA, o VOTO POPULAR e o respeito as instituições(Judiciário)e mais do que isso, manter a instabilidade política na cidade, permitindo que se faça uma boa gestão e que o povo seja o maior beneficiário disso, que não justifica o impeachment.

E por entender e respeitar a DEMOCRACIA o PCdoB se prepara para as eleições de 2020, onde o POVO possa avaliar o melhor projeto para cidade e decidir através do VOTO.”