spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

top 5 da semana

spot_img

posts relacionados

Jovem acusa seguranças do Assaí Mauá de racismo

Na noite desta segunda-feira (6), uma jovem publicou em seu Instagram uma denuncia onde relata ter sido vítima de racismo na loja do Assaí Atacadista de Mauá, localizada na Avenida Antônia Rosa Fioravant. No vídeo ela informa que seguranças do local fizeram acusações de que estaria portando uma arma, sendo abordada para realizar uma revista. A jovem então se recusou realizar o procedimento pedido pelos seguranças, causando assim um grande constrangimento.

O Bastidor procurou o supermercado Assaí, perguntamos sobre as medidas que serão tomadas e se, o ato de fazer a revista é obrigatório de acordo com as normas da empresa. Como forma de resposta o supermercado, por meio da sua assessoria, nos enviou uma nota, informando sobre o ocorrido. Leia a nota na integra:

Nota à imprensa

O Assaí informa que, tão logo tomou conhecimento sobre o ocorrido no dia 6 de julho, acionou imediatamente a loja de Mauá, iniciando assim um processo interno de apuração. A revista de clientes não é procedimento da empresa e a rede preza, acima de tudo, pelo total respeito às pessoas, conforme explicitam seu Código de Ética e sua Política de Diversidade e Direitos Humanos, que proíbem e condenam qualquer atitude discriminatória. O Assaí reforça, ainda, que treina todos os seus colaboradores para o respeito aos mesmos. Dessa forma, a empresa lamenta o ocorrido descrito pela cliente e esclarece que o funcionário envolvido no caso foi afastado até que a verificação seja concluída. A rede segue tentando contato com a cliente para incluí-la no processo de verificação e esclarecer o que já foi apurado até o momento. ”

Não obtivemos resposta da jovem até o fechamento da matéria.

Popular Articles