Após denúncia de racismo em Mauá, Assaí pode ser multado em até 10 milhões

Na última segunda-feira (6), o jovem Alan Silva Braz, 24 anos, acusou funcionários da loja de Mauá do Atacadista Assaí de atitude racista contra ele.

Após repercussão e manifestação ocorrida na quinta-feira (9), o Procon decidiu notificar o Atacadista do Grupo Pão de Açúcar.

Ato contra o racismo na cidade de Mauá | Foto: Victor Rodrigues

Segundo a entidade, assim que receber a notificação o Atacadista terá 72 horas para prestar esclarecimentos sobre as questões levantadas, além de metidas adotadas. Caso seja constatado que há descumprimento de normas da qualidade do serviço, a empresa será multada em valor que pode chegar a RS 10.118.679.45

O caso está registrado na Secretaria de Segurança Pública em forma de Boletim de Ocorrência.