Após decisão do STF, defesa de Atila vai pedir anulação dos processos de impeachment

Advogado de defesa, Leandro Petrin

Após o Supremo Tribunal Federal emitir certidão de trânsito em julgado sobre a Reclamação feita à Côrte pelo prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB) durante a segunda prisão, a defesa do prefeito vai pedir a “cassação” dos dois processos de impeachment que está sendo analisados pelos vereadores.

De acordo com o advogado de Atila, Leandro Petrin, as petições serão feitas hoje (15/4).

“Vamos peticionar nos 2 processos de cassação, que estão na Câmara e também no processo que está no Tj (tribunal de justiça”, explicou.

  Questionado se o pedido de anulação do processo de impeachment seria referente ao que trata vacância, Petrin respondeu que pediria a cassação de ambos.

“Vamos pedir dos dois. Pois o pedido do PT é que houve quebra de decoro pelo fato do prefeito ter sido preso pela segunda vez. Se a prisão é ilegal, ele não pode ser cassado por este motivo”, concluiu.

A comissão processante de impeachment tem reunião marcada para  esta segunda-feira a tarde, na Câmara Municipal de Mauá,  para deliberar sobre as datas que os processos irão para plenário.

Protesto

Na manhã deste domingo (14/4) na Avenida Portugal, um grupo de moradores contrários ao governo Atila, fizeram um ‘adesivaço’ pedindo apoio popular e dos vereadores para aprovação  do impeachment do prefeito.