Ex-jogador do Corinthians é assasinado por PM em Goiás

O jogador Leandro Augusto Santos Soares, de 18 anos, foi morto a tiros na manhã da última sexta-feira (5). Ele estava em uma praça na cidade de Valparaíso de Goiás (GO) quando foi atingido no tórax por um policial militar cujo nome ainda não foi divulgado. Leandro chegou a ser levado para o Hospital de Santa Maria, mas não resistiu e morreu momentos depois de dar entrada no local.

A Polícia Civil informou que o policial militar assumiu a autoria do fato e se apresentou ao Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) do Céu Azul para prestar esclarecimentos. Em seu depoimento, ele afirmou que agiu amparado por excludente de ilicitude, o que corre em casos de legítima defesa, por exemplo. A partir de agora a Polícia Civil vai investigar e o Grupo de Investigação de Homicídios (IGH) vai instaurar o inquérito. 

Profissionais do Capital, clube onde Leandro atuava, afirmaram à reportagem que o atleta estava em uma praça no bairro Cidade Jardins acompanhado da namorada quando ocorreu o homicídio às 11h05 de sexta. A versão que corre entre pessoas próximas é o jogador levou um tiro nas costas, um na cabeça e ainda um terceiro tiro. Segundo relatos, Leandro estava de costas para o policial no momento da ação. Ele portaria uma arma de brinquedo e não teria reagido.

Leandro havia jogado na base do Corinthians. Ele atuou no clube entre 2016 e o final de 2017 e passou pelas categorias sub-15 e sub-17. O jogador era considerado promissor, mas teve poucas oportunidades em função de uma grave lesão no joelho que o deixou muito tempo parado.

Fonte: Uol Esportes