Ação da PF em São Caetano tem alvo campanha de Haddad

0

A Polícia Federal realiza na manhã desta quinta-feira (1º) a Operação Cifra Oculta para apurar supostos crimes eleitorais e de lavagem de dinheiro relacionados à campanha de Fernando Haddad em 2012 para Prefeitura de São Paulo.

Trinta policiais federais cumprem 9 mandados de busca e apreensão expedidos pela 1ª Zona Eleitoral de São Paulo nas cidades de São Paulo, São Caetano do Sul e Praia Grande.

A investigação é um desmembramento da Operação Lava Jato e começou em novembro de 2015, após o Supremo Tribunal Federal separar a colaboração premiada de executivos da empresa UTC

.

O inquérito apura o pagamento, pela empreiteira, de dívidas da chapa de Haddad (PT/PP/PSB e PCdoB) durante a campanha de 2012 à Prefeitura de São Paulo, referentes a serviços gráficos no valor de R$ 2,6 milhões prestados pela gráfica Souza & Souza. A dona dessa empresa é a mulher do ex-deputado estadual Francisco Carlos de Souza (PT), conhecido como Chicão.

A gráfica Souza & Souza fica no Belenzinho, Zona Leste da capital, e foi um dos alvos dos mandados de busca e apreensão.