Santo André inicia obras da UPA Infantil Faisa

Com entrega prevista para o ano que vem, equipamento será o primeiro a prestar atendimento de perfil pediátrico no estado de São Paulo

A Prefeitura de Santo André iniciou na manhã deste sábado (9) as obras da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Infantil Faisa. O equipamento, além de resgatar um dos principais símbolos do município, será o primeiro a atender exclusivamente o perfil pediátrico no estado de São Paulo.

A unidade será instalada na rua das Figueiras, onde atualmente funciona a UPA Central, e terá capacidade para realizar cerca de 15 mil atendimentos ao mês.

“Estamos trabalhando no resgate dos grandes símbolos da cidade, como a Feira da Fraternidade, o Parque do Pedroso e Paranapiacaba. Agora estamos resgatando a Faisa, como parte de um amplo investimento em melhoria da qualidade e modernização da saúde”, comemorou o prefeito Paulo Serra.

Durante as obras de adequação, a UPA Central permanecerá prestando atendimento e, após a inauguração da UPA Infantil Faisa, prevista para o ano que vem, os pacientes de idade adulta serão direcionados para os outros equipamentos de urgência e emergência do município. A recém-inaugurada UPA Perimetral é a opção mais próxima, a um quilômetro de distância.

Será investido cerca de R$ 1 milhão para que o equipamento seja informatizado e modernizado com os padrões do programa Qualisaúde. O espaço será entregue com ambiente preparado para o público infantil, além de contar com recepção, cinco consultórios, duas salas de classificação de risco, 15 leitos na ala amarela, seis leitos na sala vermelha e quatro leitos no isolamento. 

O investimento mensal para custeio do equipamento será de cerca de R$ 1,5 milhão, sendo metade desse valor proveniente de recurso federal.

Histórico – Criada em 1967, a Faisa (Fundação de Assistência à Infância de Santo André) foi durante muitos anos referência na saúde infantil. A rede de atendimento chegou a contar com 11 ambulatórios descentralizados com capacidade de 6.000 consultas ao mês, além de dois serviços de urgência e emergência.

A primeira e principal unidade da Faisa contava com 20 leitos para internação de casos clínicos de urgência e emergência. Em 2005, esse prédio deu lugar a um Pronto Atendimento voltado a todos os públicos, que posteriormente se tornou a UPA Central.