Mauá: Indicados de Marcelo Oliveira tem acúmulo de cargo negado pelo Governo de SP

0

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria Estadual da Educação, definiu como ilegal o acúmulo de cargo público solicitado pelos indicados do Prefeito de Mauá, Marcelo Oliveira (PT). A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado, nesta quinta-feira (14).

José Luiz Cassemiro (PT), atual Secretário de Educação da cidade, é professor concursado pelo Estado e teve seu pedido negado por falta de documentos comprobatório, o que pode ser aprovado com o devido recurso.

Já o indicado à Secretário Adjunto da pasta de Planejamento Urbano, Roberto Rivelino Ferraz (PSL), que também leciona para o Governo Estadual, teve seu pedido negado sem definição de recurso.