Justiça abre investigação contra Auricchio e vereador eleito da capital

0

downloadO jornal Estado de São Paulo publicou na noite de ontem (13/12) a informação de que a Justiça Eleitoral requisitou a Polícia Federal que abra inquérito para investigar as doações de campanha do prefeito eleito de São Caetano do Sul, José Auricchio Jr.(PSDB) e do vereador eleito da capital, Camilo Cristófaro (PSD).

A suspeita é que recursos ilícitos tenham sido incluídos em suas contas de forma fraudulenta, por meio de doações de uma doadora que não tinha condições de fazer os pagamentos.

Segundo a sentença do caso, Cristófaro recebeu uma doação de R$ 6 mil da eleitora. A pedido do Ministério Público Eleitoral, ela teve seu sigilo fiscal quebrado, e foi constatado que ela sequer havia declarado imposto de renda nos últimos dois anos.

Essa mesa doadora repassou R$ 293 mil para a campanha do prefeito eleito de São Caetano do Sul, José Auricchiovereadoreslm27-jpg Junior (PSDB). Outros dois candidatos a vereador da cidade do ABC, também do PSDB, receberam quantias da doadora suspeita, mas não foram eleitos. A juíza também determinou que os autos do processo sejam enviados à Justiça Eleitoral de São Caetano.