Mães protestam em frente de escola em São Sebastião

0

Por Helton Romano

Cerca de 20 mães de alunos participaram da manifestação realizada na porta da escola de Juquehy em São Sebastião. Elas foram impedidas de entrar no prédio. Segundo relatos, a direção da escola repreendeu uma professora por levar alunos para acompanhar o ato. A direção afirma que os reparos necessários já foram executados, mas não permite a entrada da imprensa para conferir. O repórter da TV Vanguarda também foi barrado.


Interditado


A Prefeitura diz que retomou a construção de um anexo com 10 salas de aula. A obra estava abandonada há sete meses. Nesta quarta-feira, apenas dois operários trabalhavam no local. Eles seriam de outra empresa que vai dar continuidade à obra. A Prefeitura não revelou o valor do novo contrato, mas já se sabe que vai ser mais caro que o anterior.
O ginásio esportivo, onde os alunos tinham aulas de Educação Física, em condições precárias, agora está interditado de vez. Segundo o secretário-adjunto de Obras, Newton Pertusi, a reabertura ainda pode levar cinco meses.


Repúdio


Um abaixo-assinado, com 189 assinaturas, repudia a “interrupção das reuniões dos grupos de adolescentes e acompanhamentos familiares”, realizados no Cras da Topolândia. Os assinantes também protestam contra a saída da psicóloga que fazia os atendimentos. “Até o momento não houve substituição, e não foi levado em conta o vínculo que a profissional tinha com a comunidade, principalmente com os jovens”, relatam. 
O documento foi protocolado no gabinete do prefeito, na Câmara, no Conselho Tutelar, e encaminhado também ao Conselho de Assistência Social.


Prestação de contas atrasada


A Prefeitura ainda não prestou contas do torneio de futebol de areia, orçado em R$ 405 mil e disputado no Balneário dos Trabalhadores. Conforme o Termo de Convênio, assinado com o Governo do Estado, a Prefeitura tinha 15 dias para apresentar e justificar as despesas. O prazo venceu na última segunda-feira.


Contrato renovado


Felipe Augusto participou da cerimônia do Governo do Estado para assinatura de contrato de saneamento com 13 cidades. Para São Sebastião, estão previstos investimentos de 610 milhões em 30 anos.
Sete vereadores também subiram a serra para posar para as fotos.