Doria defende PMs na ação que matou nove jovens em Paraisópolis

Em entrevista na tarde desta segunda-feira (2), o governador do Estado de São Paulo, João Doria, defendeu os policiais que atuaram na incursão ao baile funk de Paraisópolis na madrugada do domingo e negou que as nove mortes tenham sido causadas pela PM. “A letalidade não foi provocada pela PM, e sim por bandidos que invadiram a área onde estava acontecendo baile funk. É preciso ter muito cuidado para não inverter o processo”.