Cabeleireiro é morto a facadas na Avenida Paulista

0

Um cabeleireiro gay de 30 anos foi morto a facadas na noite de sexta-feira (21), na esquina das avenidas Paulista com a Brigadeiro Luís Antônio, na região Sul de São Paulo. Até a noite deste sábado (22), os dois suspeitos do ataque ainda não haviam sido identificados pela polícia. Para a família da vítima, foi um crime motivado por homofobia.

Segundo o Boletim de Ocorrência, o cabeleireiro  e Pai de Santo Plinio Henrique de Almeida Lima havia deixado o Parque Ibirapuera em direção à avenida Paulista com três amigos quando dois homens começaram a ofendê-los. Ao chegarem perto do cruzamento, um dos acompanhantes de Plínio se irritou e começou a discutir com o autor do crime. O amigo agrediu o suspeito, que pegou uma faca e feriu Plinio no tórax.