Com apoio do Centro de Operações Integradas, Semasa intensifica combate ao descarte irregular de resíduos


Imagens obtidas pelo COI de Santo André têm sido fundamentais para identificar infratores

O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) tem intensificado a fiscalização do descarte irregular de resíduos no município. As ações ocorrem de forma contínua, 24 horas por dia, tanto em patrulha, como com auxílio do videomonitoramento do COI (Centro de Operações Integradas).

Um exemplo foi um caminhão flagrado recentemente por câmeras de segurança depositando cerca de 20 toneladas de resíduos durante a madrugada em uma área particular na avenida dos Estados, ao lado do Auto Shopping Global. As imagens foram enviadas à Gerência de Controle Ambiental do Semasa e tanto a empresa de caçambas quanto o gerador dos resíduos, ambos com sede no município de São Paulo, foram identificados e multados em 5.000 FMPs (Fator Monetário Padrão), equivalente a R$ 20.141,50, e 1.001 FMPs, equivalente a R$ 4.032,33, pela responsabilidade solidária. A Fiscalização Ambiental ainda notificou a proprietária para cercar a área, que é contaminada e está em processo de remediação.

Como desfecho do caso todo material descartado foi recolhido por seus responsáveis e destinado a local adequado. Além disso, a proprietária do terreno também finalizou o cercamento, evitando a ocorrência de novos descartes no local.

“O COI tem desempenhado importante função no combate ao descarte irregular de lixo e na coibição de outras infrações, a partir do monitoramento das imagens geradas pelas 300 câmeras integradas à central. Um apoio fundamental na manutenção da zeladoria da cidade, garantindo qualidade de vida para a população”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

O superintendente do Semasa, Almir Cicote, também destaca a importância da atuação ágil do Semasa para o saneamento ambiental da cidade. “Além de criar um possível foco de doenças, o descarte irregular é um crime ambiental. Vamos combater de forma veemente esse tipo de crime em nossa cidade”, afirma Cicote.