Opinião: A Casa do ABC: um novo tempo!

Por Fabio Picarelli

Em janeiro de 2017 escrevia nesta mesma Folha do Abc sob o título Consorcio Municipal: queremos resultados! Hoje passados cerca de 5 meses venho parabenizar a iniciativa do Consorcio Intermunicipal do Grande ABC, presidido pelo prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, que na última quarta (28), deu um grande passo para a integração e desenvolvimento de nossa região: a inauguração de um escritório em Brasília, a Casa do ABC.

Esperamos todos que a partir desta data os Prefeitos das sete cidades apresentem e acompanhem os projetos que se fazem necessário para que a região volte a rota de desenvolvimento.

Escrevi na época que “o maior problema é que as sete cidades compõem uma região, mas nunca se viram como tal devido a diversidade de interesses. Não é à toa que perdemos participação no PIB. Só a tradição não basta. Muitas montadoras que vieram ao Brasil nos últimos anos não se estabeleceram na região. A região tem que desenvolver uma nova vocação. Setor químico, Polo Tecnológico, Setor de plástico, Turismo de Negócios e Tradicional, desenvolvimento de Start up, novos modelos modais de transporte, bem como uma reorganização na saúde. ” Acredito nisso.

Enfim, as necessidades são conhecidas de longa data. É preciso sair do comportamento passivo visto até agora e sermos protagonistas do desenvolvimento da região. Só assim iremos gerar emprego e renda.

O desejo de todos é ver nossa região com pleno emprego, e ações conjuntas entre municípios, governo do estado e governo federal são o caminho mais natural para que se encontre um modelo que não se esgote apenas no consumo. Temos problemas estruturais que aumentam o custo regional. É necessário investir nisso.

É preciso coragem política para enfrentarmos a crise que perpassa as sete cidades que participam do Consórcio. A crise política que hoje vivemos estagnou a economia do País, portanto, juntos formamos um bloco que pode exigir investimentos como por exemplo em Mobilidade Urbana integrando os principais eixos viários da Região Metropolitana de São Paulo, portos e aeroportos com nossa região. Aprimorar o sistema logístico de transporte rodoviário e ferroviário de cargas, o gerenciamento regional de trânsito e o transporte coletivo urbano municipal e metropolitano.

Sim, isto requer verbas e é por elas que a Casa do ABC lutará.

A equipe permanente poderá acompanhar os órgãos concedentes de convênios via Ministério das Cidades que é responsável por desenvolver atividades de apoio à modernização da economia regional, como a logística, tecnologia da informação, telecomunicações, design, engenharia e gestão da qualidade.

Estamos começando. O Grande ABCDMRR fincou suas bandeiras em Brasília. Que seja o início de uma etapa de grandes conquistas!

Fabio Picarelli – Advogado e Conselheiro Estadual da OAB por Santo André