The Smiths Brasileiros, a Legião Urbana, inspiração ou plágio?

Por Victor Rodrigues

Provavelmente se você viveu nos anos 80 já conhece a banda inglesa The Smiths surgida na cidade de Manchester e bastante popular. A sua música já recebeu diversas classificações ao longo dos anos, seja como Alternativa, Pop, Indie ou até mesmo o abrangente (e genérico) rótulo de Rock Inglês. O grupo existiu formalmente entre 1982 a 1987, alcançando o sucesso no seu país em 1985. O nome é uma curiosidade: Smith é o sobrenome mais popular na Inglaterra (equivale ao Silva, Santos ou Ferreira em português). O objectivo era mostrar que a banda era formada de pessoas comuns.

Claro que aqui tivemos nosso versão tupiniquim. A Legião Urbana, surgida em Brasília ativa entre 1982 a 1996. Ao todo, lançaram treze álbuns, somando mais de vinte milhões de discos vendidos. Ainda hoje, é o terceiro maior grupo musical, da gravadora EMI-Odeon, em venda de discos por catalogo, no mundo, com média de duzentas mil cópias por mês. O fim do grupo foi marcado pelo falecimento de seu líder e vocalista, Renato Russo, em 11 de Outubro de 1996.

Mas o que essas duas bandas tem em comum, Renato Russo nunca escondeu sua obsessão por Morrissey (vocalista do The Smiths), a similaridade sonora fica fácil se vc escutar Smiths e logo depois Legião, o baixo dominante e a melodia melancólica nítida do Rock Ingles dos anos 80.

Difícil imaginar a Legião Urbana sem a influência da banda de Morrissey. Um de seus grandes sucessos, a faixa “Tempo Perdido”, é nitidamente inspirado e até plágio da música “ASK”.
Por: Victor Rodrigues