Rompimento de barragem na Bahia

De acordo com a Defesa Civil, uma parte da barragem rompeu, nesta quinta (11), no topo e há outras rachaduras da estrutura que ainda podem ceder.

A barragem do povoado de Quati, na cidade de Pedro Alexandre, a 435 km de Salvador, na Bahia, se rompeu na manhã desta quinta-feira (11) após chuvas que atingiram a região. O transbordamento atingiu o município vizinho Coronel João Sá. Juntas, as duas cidades têm aproximadamente 35 mil moradores.

A Prefeitura de Pedro Alexandre decretou estado de emergência e calamidade pública, segundo decreto publicado no Diário Oficial do Município.

A Defesa Civil do Estado da Bahia informou que enviou uma equipe para a cidade com o objetivo de reduzir os danos. A previsão é de que quando o nível da água comece a diminuir, as equipes comecem a atuar na estrutura.

A ANA (Agência Nacional de Águas) afirmou, por meio de nota, que a barragem Quati é de responsabilidade do governo da Bahia. Disse, também, que tomou conhecimento do rompimento, mas, por se tratar de um rio estadual, a “fiscalização desse açude não compete à ANA, e sim à autoridade competente no Estado da Bahia”.

O Corpo de Bombeiros de Paulo Afonso e as equipes da Defesa Civil estão sendo deslocadas para a região. Além disso, as equipes de monitoramento e operações do Cenad estão em contato com os agentes locais para avaliar a necessidade de apoio complementar por parte do governo federal.

As equipes estaduais estão preocupadas com o risco de chegada da onda de cheia à barragem do Gasparino, que possui grande reservatório de água e que já está com todas as comportas abertas.