Policiais fazem operação ilegal e interrompem reunião de sindicato que planejava ato contra Bolsonaro

Na tarde desta terça-feira (23) três agentes da Polícia Rodoviária Federal armados com fuzis entraram na sede do SINTEAM (Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas) durante uma reunião que organizava um ato contra o presidente, Jair Bolsonaro que visitará Manaus nesta quinta (25).

A informação é da Folha de São Paulo e revela que os agentes questionaram os sindicalistas sobre o protesto e afirmaram que agiam em nome do Exército.

O Exército em nota negou a ação e disse que age dentro da “legalidade, estabilidade e legitimidade.

Uma sindicalista afirmou que os policias perguntavam quem eram os líderes do protesto e quais organizações estavam envolvidas.

“Isso só foi visto nos anos que antecederam a ditadura militar no Brasil”.

A Polícia Rodoviária Federal não quis se manifestar.