Jesus no pé de Goiaba e a Lei da Gravidade no pé de maçã

0


Após descobrirem um vídeo da futura ministra dos Direitos Humanos, pastora Damares Alves, na qual ela afirma que viu Jesus numa goiabeira, a internet não perdoou e a fala virou meme. A piada ficou mais por conta de uma disputa política em tentar ridicularizar uma ministra do futuro presidente Bolsonaro do que realmente sobre o fenômeno religioso descrito.


Minha fé me permite ver Jesus em qualquer lugar: no sorriso de uma criança; no cantar dos pássaros; no horizonte do oceano; no abraço de mãe e até mesmo no pé de goiaba. E não faço a defesa do “evangeliquês”, faço a defesa da fé de crer que Deus existe.


Damares afirma ter visto Jesus num pé de goiaba no momento em que estava prestes a praticar um suicídio. As pessoas se apegaram em sua descrição da visão, mas não entenderam que ela poderia estar numa estatística que só cresce: pessoas que tiram a própria vida por não terem mais esperança.


Jamais alguém ironizou ou debochou do cientista Isaac Newton por ter visto a gravidade no pé de maçã. A Lei de Newton que norteia toda nossa ciência aeronáutica e automobilística foi descoberta num pé de maçã e é respeitada por toda classe cientifica, porém, o fenômeno religioso merece sempre o descrédito por que não é possível prová-lo.


A única vez que ouvi a voz de Deus com clareza, foi num período de profunda perturbação mental, na qual eu também questionava dar fim a vida, mas Cristo apareceu dentro da minha alma num diálogo profundo e acolhedor. Os cientistas poderão dizer que eu estava perturbado mentalmente e isso seria apenas um fenômeno do trantorno mental, porém, eu estou vivo e se há algo mais fáctivel para se crer em Deus do que a vida, eu desconheço.


Eu acredito num Deus de harmonia com sua criação, Ele não faz distinção entre a cerejeira- que produz o fruto que enfeita belos bolos dos nobres deste mundo- e uma goiabeira – um fruto dos humildes, sem estudo, que se alimentam dela num terreno qualquer. Deus em tudo está!


Jesus fala em seu evangelho que para entrarmos no Reino dos Céus é necessário sermos como criança. A mesma criança que encontra na goiabeira seu refúgio da fome ocasional; a mesma criança que sobe na goiabeira para se sentir capaz e livre; a mesma criança que procura na goiabeira o fruto mais doce e sem os bichos que estragam sua beleza e sabor, ser como criança! Isso é tudo.

Da Lei da Gravidade à Lei da Fé: Uma explica a queda e a outra explica a subida.