Grupo terrorista Hamas critica visita de Bolsonaro a Israel

Em nota publicada nesta segunda-feira (1º), o grupo terrorista Hamas, que controla a Faixa de Gaza, declarou:

“Exigimos que o Brasil recue de imediato dessa política que viola o Direito Internacional e o suporte do povo brasileiro e povos latino-americanos [à causa palestina].”

A organização Hamas, que tem a destruição de Israel como uma de suas missões, diz que visita de Bolsonaro “não apenas contradiz a tradição brasileira de apoio à liberdade palestina como também viola leis e normas internacionais”.

Ainda de acordo com a nota, o grupo terrorista completou:

“A atitude não contribui para a estabilidade e segurança da região e ameaça os laços do Brasil com nações árabes e islâmicas.”

Mais cedo na manhã desta segunda-feira (1º), o presidente da República, Jair Bolsonaro, entrou para a história após visitar o Muro das Lamentações de mãos dadas com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu.

Fonte: Veja