Roberto Jefferson receita Ivermectina para prevenir o coronavírus; ciência nega a evidência de prevenção

O ex-deputado federal e atual presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, receitou em seu perfil no Twitter o uso de Invemerctina para prevenir o coronavírus. No entanto a medicina nega a eficácia do medicamento para Covid-19.

De acordo com Jefferson, que é advogado, ele toma 3 comprimidos mensalmente e ainda indicou como encontrar a droga.

A ivermectina é um remédio usado no tratamento de infecções causadas por vermes e parasitas e que ganhou destaque a partir do mês de abril, depois de um estudo da Biomedicine Discovery Institute (BDI), em Melbourne (Austrália), publicado na Antiviral Research, indicando que o medicamento foi capaz de conter o avanço e inibir a replicação do SARS-CoV-2 (Covid-19) em teste in vitro (em laboratório).

O Conselho Regional de Farmácia do Estado da Bahia (CRF-BA) reforça  a falta de evidência da eficácia do remédio e que a “utilização deste medicamento por pacientes de Covid-19 em estado grave parece ocasionar riscos neurotóxicos, mesmo sob monitorização médica.