Presidente da Fundação ABC é um dos alvos da operação da PF

O presidente da Fundação da ABC e secretário da Coordenadoria de  Assunto Governamentais, Carlos Roberto Maciel foi o principal alvo da operação da Polícia Federal que apura esquema de cartel nas licitações da Educação.

A investigação começou após o Tribunal de Contas da União identificar desvios em licitações relacionadas à merenda. Diversas empresas que já foram investigadas pelo Ministério Público no âmbito da chamada “Máfia da Merenda” são citadas na operação desta quarta.

De acordo com o MPF empresas ligadas a família do advogado estava envolvida nas transações.

Além do presidente da FUABC, a PF fez buscas nas prefeituras de São Bernardo do Campo e Mauá. Em Mauá, os

agentes fizeram buscas no apartamento do secretário, João Gaspar e há investigação também sobre o ex-prefeito, Donisete Braga.

nota, a Prefeitura de São Bernardo do Campo disse que desde o início da atual gestão “não firmou nenhum contrato com empresas envolvidas na operação deflagrada pela Polícia Federal. Os esclarecimentos prestados referem-se aos contratos de licitação de merenda escolar ocorridos na gestão anterior. “Salienta, ainda, que o secretário citado nos autos da investigação pediu exoneração logo pela manhã e o pedido já foi aceito pelo prefeito”, diz nota

 

Carlos Alberto Maciel assumiu a FUABC em setembro do ano passado indicado pelo  prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando para o período 2018-2019.