Em prestação de contas, Jander Lira fala sobre possível candidatura a prefeito

Parlamentar de São Caetano apresentou as principais ações do mandato e ouviu pedidos para que busque a Prefeitura 



O vereador Professor Jander Lira (PP) organizou evento para prestar contas sobre os dois anos de seu mandato, no último sábado (8), em buffet no bairro São José, em São Caetano do Sul. Durante a prestação de contas passaram cerca de 400 munícipes e lideranças regionais, na ocasião Jander falou sobre a possibilidade se ser candidato a prefeito em 2020.


Jander frisou seu protagonismo à frente de demandas importantes para a população e a oposição ao atual governo. Sua atuação pelo fim da taxa do lixo e a defesa pela manutenção do ensino médio gratuito na cidade foram alguns destaques. 

Além disso, o parlamentar enalteceu a chegada de três novas ambulâncias para a cidade e recursos destinados para o recapeamento de diversas vias. Ambas as conquistas (de R$ 1,5 milhão e R$ 300 mil, respectivamente) foram conquistadas com verbas federais, fruto da articulação política do vereador. 

“Conseguimos realizar grandes feitos nesses primeiros dois anos, aprovando projetos e fiscalizando as ações do atual governo, apontando as ações equivocadas e buscando indicar os melhores caminhos. A prestação de contas é um importante momento para esclarecer nosso trabalho na Câmara e também para ouvir novas demandas da população”, comenta o vereador, que é líder da bancada progressista na Casa. 

Apoiadores pediram Jander na Prefeitura

No evento, ganhou força o pedido dos apoiadores para que o vereador se candidate à Prefeitura da cidade no próximo pleito, em 2020. O analista de sistemas, Tiago Amaro, é um dos entusiastas da ideia: “Moro em São Caetano há 30 anos, acompanho o trabalho do Jander e acho que ele está preparado para comandar a cidade. A atuação dele no Executivo e agora na Câmara o credencia para isso”, defende. 

Eu fico muito feliz com os pedidos e acho que isso comprova que temos feito um bom trabalho na Câmara”, afirma Jander, para em seguida despistar sobre o assunto.

“Mas ainda é muito cedo para tratar disso. Por enquanto, o objetivo é continuar fazendo nosso trabalho bem feito, sendo uma oposição responsável e contribuindo com a cidade”, conclui. 

Jander cumpre seu primeiro mandato no Legislativo, para o qual foi eleito com 1.343 votos. Anteriormente, contudo, o professor esteve à frente da Secretária de Cultura, entre 2013 e 2016.