Prefeitura de São Caetano inicia revitalização do Centro Policlínico Gentil Rstom

O prefeito de São Caetano do Sul, José Auricchio Júnior, assinou a ordem de serviço para o início das obras de revitalização do Centro Policlínico Gentil Rstom (Avenida Tietê, 301, Bairro Nova Gerty). O ato, na tarde desta quarta-feira (27/3), é mais uma etapa cumprida no programa de reformas de nove unidades de Saúde da cidade.

“Esta é uma modernização fundamental, que trará suporte de tecnologia e climatização, um novo consultório odontológico, elevador e muitas outras melhorias”, ressaltou Auricchio.

Serão investidos R$ 341.737,88 na revitalização, por meio de recursos próprios da Prefeitura. As intervenções serão iniciadas na segunda-feira (1/4) e conduzidas pela Sehoab (Secretaria de Obras e Habitação).

Também integram as melhorias: substituição de portas, janelas, caixilhos e revestimentos internos; readequação de sanitários; remodelação do sistema elétrico (com instalação de ar-condicionado); substituição de luminárias; iluminação em LED (menor consumo com maior durabilidade); remodelação das redes de lógica e telefonia (incluindo infraestrutura para prontuário eletrônico); reforma da cobertura (telhado e acabamentos); adaptações para acessibilidade (plataforma elevatória, sanitários PNE e piso podotátil) e instalação de telas anti-pombo.

“Os pacientes ganharão melhores atendimentos, com mais conforto e rapidez”, afirmou a secretária de Saúde, Regina Maura Zetone. “E os profissionais terão melhores condições de trabalho”, finalizou a secretária de Obras e Habitação, Maria de Lourdes da Silva, destacando também a acessibilidade.

Por conta da obra, os atendimentos do Centro Policlínico Gentil Rstom são realizados no Hospital São Caetano (Rua Espírito Santo, 277, Bairro Santo Antônio) desde segunda-feira (25/3).  As especialidades oferecidas são as mesmas: Clínica Médica, Pediatria, Ginecologia, entre outros, além da Estratégia Saúde da Família.

O mesmo vale com relação aos exames (eletrocardiograma, teste de glicemia, coleta de Papanicolau, exames de sangue de rotina e urina, entre outros), causando o menor impacto possível na rotina de atendimentos, inclusive com a manutenção do horário de funcionamento (de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h).