Auricchio reúne novo secretariado para planejar gestão até 2024

0

Logo após o encerramento da cerimônia de transmissão de cargo, segunda-feira (27/12), no Palácio da Cerâmica, o prefeito José Auricchio Júnior reuniu os 18 secretários e deu início ao planejamento para a nova gestão da cidade. A reunião aconteceu no Espaço Nelly Pellegrino.

Auricchio assume a sua quarta gestão, um recorde na cidade. Na primeira reunião com o novo secretariado, traçou um caminho global para executar o Plano de Governo de quatro anos em apenas três.

“Precisamos vencer o tempo. Tem muita coisa boa e impactante para fazermos, o que vai elevar o serviço público ao padrão de excelência. Para isso, é fundamental que desde já o secretariado entenda essa missão”, resumiu Auricchio.

SAÚDE E EDUCAÇÃO

Ainda segundo o chefe do Executivo são-caetanense, assim como foi um dos carros-chefes de suas gestões anteriores, a Saúde está na prateleira de prioridades. “É nítida a necessidade de termos um planejamento específico, que atenda a demanda da Saúde, que já possui um sistema robusto, mas que ainda continua preocupante com novas cepas da covid-19, uma chegada inesperada da gripe Influenza, sem deixar de prestar atenção a exames laboratoriais e cirurgias.”

A Educação é outro destaque. “Estaremos debruçados diuturnamente sobre a criação de um plano de recuperação de déficit de aprendizado. Nestes quase dois anos de pandemia, por mais que nossas crianças tenham tido um suporte excepcional com relação à parte virtual, é claro que elas tiveram um déficit educacional por terem ficado ausentes das salas de aula, do convívio com professores e demais alunos. Nossa meta, agora, será uma planificação capaz de recuperar esse aprendizado perdido, com as aulas presenciais e as crianças devidamente vacinadas e protegidas.”

Auricchio acrescentou, inclusive, que este plano de recuperação de déficit de aprendizado terá impactos nas demais áreas. “O retorno das crianças às aulas presenciais impacta, também, na questão do transporte escolar, dos uniformes, da alimentação, programas já existentes, mas que precisamos e iremos aperfeiçoar”, complementou.

Outras áreas também terão atenção especial. “Teremos visão ampla para a recuperação econômica, transferência de renda, estímulo ao emprego e programas sociais, que terão uma repaginação, novas configurações”, finalizou Auricchio.