Santo André investe em inclusão digital com uso de tablets em sala de aula

0

Prefeitura já distribuiu mais de 20 mil equipamentos a alunos e professores da rede municipal

O uso de tablets durante as aulas da rede municipal de ensino reforça o investimento da Educação de Santo André em tecnologia. A inclusão digital garante a alunos e professores o acesso aos conteúdos pedagógicos de forma rápida e eficiente. Na Emeief Cidade Takasaki, no Jardim Alzira Franco, por exemplo, os dispositivos móveis serviram como apoio nos estudos preparatórios para a prova da OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia). 

Durante as aulas, a escola incentiva o uso de aplicativos disponíveis nos aparelhos, como o Stellarium e Solar System Scope, que auxiliam os alunos no processo de exploração e construção de ideias com base no sistema solar. 

Para a aluna Emmanuely Silva, de 9 anos, a interação com o tablet trouxe experiências positivas. “Estou aprendendo ainda mais sobre os planetas, curiosidades e o que tem dentro de cada um deles”, destaca. 

As aulas com os tablets duram cerca de uma hora, mas a unidade de ensino estimula que os alunos utilizem os aplicativos e estudem os temas também em casa. “Com os aplicativos aprendemos e nos divertimos ao mesmo tempo”, completa o aluno Maderson Alves dos Santos, de 8 anos. 

O aplicativo Stellarium apresenta o céu em três dimensões como se estivesse sendo visto a olho nu, com binóculos ou telescópio. Já o Solar System Scope traz uma maneira divertida de explorar, descobrir e brincar com o sistema solar e o espaço sideral.

Para a professora Alessandra Aparecida das Neves Santana, o manuseio dos tablets abre a janela para o mundo e o conhecimento. “O tablet nos ajuda a enxergar o que não conseguimos ver com os olhos. As aulas desta forma vão além dos muros da escola de forma significativa e prazerosa. A troca de conhecimento entre os alunos também é muito bacana”, destaca.