spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

top 5 da semana

spot_img

posts relacionados

Prefeitura lança Sistema Integrado de Atendimento para diminuir uso de papel

 

No Dia Mundial do Meio Ambiente, prefeito Paulo Serra estabelece meta de eliminar uso de documentos em papel até o fim de 2020

 

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, o prefeito Paulo Serra lançou oficialmente o Sistema Integrado de Atendimento (SIA), módulo vereador, que visa diminuir o impacto do uso de papel na Câmara Municipal. O sistema substitui o papel por um programa totalmente digital. Além de facilitar o cotidiano dos membros do Poder Legislativo, a medida traz benefícios ao meio ambiente já que diminui em massa o uso da quantidade de papéis. O trabalho já está em vigor desde o início de maio e foi desenvolvido pela Secretaria de Inovação e Administração. Por ter sido confeccionado internamente, a Prefeitura deixou de gastar R$ 1 milhão, valor que seria pago caso fosse contratado um fornecedor fora da administração.

 

O programa consiste em dinamizar os pedidos encaminhados através dos gabinetes, possibilitando que os responsáveis cadastrem os requerimentos e afins diretamente no sistema. Além de acompanhar os pedidos e criar relatórios, otimizando o cotidiano, a Prefeitura efetuará economia ao trazer o projeto de modo eletrônico, sem mais usar o papel. Cerca de 5 mil processos por ano são disparados pelas equipes dos vereadores. No mês de estreia, 254 atendimentos foram computados no novo sistema.

 

Arquivo Municipal – Outro ponto em que a Prefeitura de Santo André está atualizando o processo é na gestão de documentos. Em uma primeira ação para desafogar o espaço do Arquivo Municipal, a administração eliminou em maio cerca de 11 toneladas de processos antigos em parceria com a iniciativa privada, que recolheu o material para reciclagem e ainda pagou aos cofres públicos aproximadamente R$ 5 mil. Há quase dez anos nenhum documento era eliminado do local, causando superlotação. O problema ocorria por conta da falta de legislação e da confecção de uma tabela de temporalidade. Em 2015 surgiu a lei para regulamentar a atividade e no ano passado a tabela supracitada.

A Prefeitura fará ações como esta regularmente e próxima ocorrerá em julho. “Esta é mais uma das ações visando diminuir a quantidade de papel produzido e armazenado na Prefeitura, o que sabemos gera um alto custo aos cofres públicos. Todos os processos fragmentados foram microfilmados ou tiveram seu tempo de vida útil expirado de acordo com nossa tabela de temporalidade. E este trabalho, sem dúvida, passa a ser um processo permanente”, explicou o secretário adjunto de Inovação e Administração, Pedro Seno.

A maioria dos arquivos eliminados, oriundos de processos apenas de 2006, apresentavam pedido de serviços, que foram executados ou não, mas que pela tabela de temporalidade já estavam encerrados. A atitude da atual administração despertou o interesse de outras administrações tanto municipais, quanto estaduais, que pagavam para a retirada do material e agora estão solicitando apoio para implantação do mesmo sistema em suas áreas.

Bastidor Político
Bastidor Políticohttp://www.bastidorpolitico.com.br
Redação do site Bastidor Político. Veículo criado em 2016 com intuito de levar os bastidores da informação.

Popular Articles