DGABC aponta dívida de R$14 mil de advogado enquanto Ronan é o maior devedor de imposto da cidade

2

POR SAMUEL BOSS

“Permite-me remover o cisco do teu olho, quando há uma viga no teu? 5 Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu olho, e então poderás ver com clareza para tirar o cisco do olho de teu irmão.” Mateus 7:4

Tais palavras sabias de Jesus podem ilustrar uma das maiores injustiças cometidas pelo jornal Diário do Grande ABC nos últimos anos. Hoje o periódico trouxe uma matéria encomendada com o intuito de enfraquecer os líderes das manifestações contra o IPTU na cidade de Santo André, e expôs a dívida de IPTU do advogado, Ilmar César Cavalcanti Muniz   de R$ 14,8 mil por não pagar o tributo municipal.

O DGABC na ânsia de defender seus interesses, tenta matar a inteligência das pessoas, afinal, seu proprietário é o maior devedor de imposto da cidade. Ronan Maria Pinto que ainda circula com tornozeleira eletrônica, foi denunciado pelo ex-prefeito Carlos Grana (PT) como o maior sonegador de imposto da cidade.

“A maioria dos empresários de ônibus não paga imposto em Santo André, todos …. Se não for todos, é 99% …. não pagam, são sonegadores … A maioria dos empresários de transportes em Santo André é sonegadora.  Sei que Diário do Grande ABC [de Ronan Maria Pinto] não vai falar isso  …  Tirando a Guarará, que pediu falência, [as empresas de ônibus] estão devendo R$ 12 milhões de ISS. É uma divida principalmente do Ronan Maria Pinto, é o que mais deve ” , acusou o ex-prefeito.

Como um empresário que sonega milhões em imposto pode se achar na moral de acusar um cidadão por dever R$14 mil?

O mais vergonhoso é ver uma administração preocupada em expor a dívida de um munícipe na imprensa comandada por Ronan, mas de forma vergonhosa  esconde a dívida do empresário. Os milhões que as empresas de ônibus devem ao município dariam para construir duas creches ou dois postos de saúde.

Aliás, o Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, terá que discutir o aumento das tarifas de ônibus nos próximos dias. Proponho ao prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), congelar a tarifa com abatimento da dívida das empresas.

Seria uma boa ideia, não?

Jornal e administração se unindo para denegrir cidadãos contrários a algumas atitudes de governo, enquanto fecham os olhos para a vergonha da sonegação por parte das empresas de Transporte. E quem paga? O cidadão comum, seja com o aumento do IPTU, seja estampado uma matéria encomendada.

Leia o que diz o Código Tributário Nacional

Art. 198. Sem prejuízo do disposto na legislação criminal, é vedada a divulgação, por parte da Fazenda Pública ou de seus servidores, de informação obtida em razão do ofício sobre a situação econômica ou financeira do sujeito passivo ou de terceiros e sobre a natureza e o estado de seus negócios ou atividades.

 

Comments are closed.