Zé Teixeira diz que ‘não aceita ser vice’ e disputará a eleição de RGS mesmo sem o apoio do governo

Prefeito em Rio Grande da Serra no período de 1993 à 1996, José Teixeira (PSL) em entrevista ao Repórter Diário cravou que disputará a eleição de 2020 à prefeito, mesmo se o grupo governista não avalizar sua candidatura.

“Eu já conversei com as pessoas dizendo que sou pré-candidato, não posso voltar atrás”, explicou.

Zé Teixeira- como é conhecido na cidade- disse que não aceitaria ser vice, caso seu nome não fosse escolhido do grupo governista.

“Eu assumo compromisso com a comunidade e não posso deixá-los para ser vice, não aceitaria de maneira nenhuma”, resopondeu.

O ex-prefeito em sua fala elegeu o Claudinho da Geladeira (Podemos) como principal adversário e disse que seu irmão Kiko Teixeira, prefeito de Ribeirão Pires, não ajudaria o adversário .

“O Claudinho sempre foi nosso adversário, como adversário nós respeitamos ele. Se meu irmão passar para o lado dele, nós ficaremos sem ninguém para brigar”, ironizou.

Veja a entrevista completa.