Na Câmara de Rio Grande quando assunto é cargo, não existe oposição

0

Nem mesmo o maior defensor da moralidade e da gestão pública de oposição na Câmara de Rio Grande da Serra é capaz de se opor a criação de cargos na Casa.

Hoje (03/4) a Câmara aprovou por unanimidade a criação do cargo de um assessor parlamentar para cada vereador. A matéria havia criado desconforto na base na semana passada por não ter sido discutida com profundidade.

Porém, com a alteração da obrigatoriedade do curso superior no cargo de assessor parlamentar, a matéria passou sem problema algum.

Não houve fala sobre gestão, nova política (que defende diminuição de cargos), impacto financeiro nem nada. Houve um abraço coletivo e comemoração.

Defendo e sempre defendi a assessoria parlamentar como braço do trabalho do vereador, só não dá pra defender que a oposição se manifeste só apontando o dedo no executivo e se calando quando lhe convém. “É o famoso faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”.