Justiça Eleitoral rejeita coligação de Claudinho da Geladeira à Prefeitura de Rio Grande

Na tarde desta quarta-feira (13), a juíza Tarsila Machado de Sá Junqueira, da 382ª Zona Eleitoral, indeferiu a chapa liderada pelo ex-vereador Claudinho da Geladeira (Podemos) à Prefeitura de Rio Grande da Serra pelo fato de a coligação “Quem Ama Cuida” manter o PDT como integrante.

A magistrada rejeitou o Drap (Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários), documento exigido pela Justiça Eleitoral para apresentação de uma candidatura. É por meio do Drap que o postulante comprova a legalidade das convenções de todos os partidos coligados, bem como dos candidatos presentes nas legendas. Sem o Drap avalizado, o prefeiturável corre risco de ver inviabilizada sua campanha.

O Ministério Público Eleitoral havia pedido impugnação da chapa justamente pela presença do PDT na coligação. No entendimento da promotoria, a convenção que homologou o apoio do partido a Claudinho da Geladeira foi feita por um diretório municipal sem validade.