Ribeirão Pires desmonta definitivamente o Hospital de Campanha

0


Cidade atingiu mais de 70% da população totalmente imunizada e os casos de Covid despencaram no município

O Comitê Covid de Ribeirão Pires decidiu, por unanimidade, encerrar definitivamente as atividades do Hospital de Campanha, que funcionou na cidade entre abril de 2020 e agosto de 2021. Sendo assim, toda a estrutura erguida no ginásio esportivo Ozires Grecco será desmontada nos próximos dias.

A unidade hospitalar já não recebe pacientes desde o dia 31 de julho e foi desmobilizada oficialmente no dia 7 de agosto. Entretanto, a estrutura física foi mantida para dar suporte aos pacientes em caso de uma terceira onda da Covid-19, o que não ocorreu. O custo mensal para manter a estrutura erguida é de aproximadamente R$ 200 mil.

Ribeirão Pires já imunizou mais de 70% da população adulta com as duas doses contra a Covid-19 (65.877 pessoas), o que fez despencar o número de casos na cidade.

O secretário Municipal de Saúde, Audrei Rocha, indicou justamente o baixo número de pacientes internados na rede pública municipal nos últimos meses como justificativa para o encerramento definitivo das atividades. “Desde a desmobilização do Hospital, mantivemos média de internados entre dois a cinco pacientes no máximo, o que nossa atual estrutura montada no complexo hospitalar da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Santa Luzia comporta sem maiores dificuldades”, explicou.

Responsável pelo atendimento dos casos de Covid na cidade, o médico Antônio Carlos André de Castro, defende o encerramento das atividades da unidade hospitalar. “Nossas projeções estão dentro da média de dois a três pacientes, o que não justifica manter toda aquela estrutura erguida. Assim, o dinheiro do custo mensal poderá ser indicado para outros investimentos na área da saúde”, finalizou.

Atualmente, os casos de Covid-19 no município são tratados na UPA Santa Luzia. Hoje, apenas dois pacientes estão internados.