Profissionais da Educação de Ribeirão Pires devem se cadastrar para vacinação contra covid-19

0

Trabalhadores com mais de 47 anos que atuam nas escolas começarão a ser imunizados, mediante cadastro prévio, a partir de 12 de abril

A Secretaria da Educação do Estado apresentou nesta quinta-feira, dia 1º de abril, o site https://vacinaja.sp.gov.br/educacao, local onde profissionais da Educação já podem realizar o cadastro para receberem a primeira dose da vacina contra o coronavírus. A partir do dia 12 de abril, trabalhadores das redes pública e privada com mais de 47 anos que atuam dentro das unidades escolares começarão a ser imunizados contra a covid-19, mediante o cadastramento prévio. Esta será a primeira etapa de vacinação dos trabalhadores da Educação.

Em Ribeirão Pires, o detalhamento do esquema de vacinação para os profissionais da Educação, como local da imunização, será definido pela Secretaria de Saúde Municipal e divulgados nos próximos dias pela Prefeitura. O cadastramento deve ser realizado com antecedência.

Como fazer o cadastro (Fonte – Secretaria da Educação do Estado):

Os profissionais devem fazer o cadastro no site https://vacinaja.sp.gov.br/educacao, com número do CPF, nome completo e e-mail. Em seguida, ele receberá um link no e-mail indicado e será necessário validá-lo para dar continuidade ao cadastro. É importante verificar se o e-mail não foi deslocado para a caixa de spam.

No passo seguinte, o profissional deve confirmar os dados pessoais e apontar nome da escola, rede de ensino, município e cargo ocupado. Também será necessário, para profissionais da rede municipal e particular, anexar os holerites dos meses de janeiro e fevereiro.

Na sequência, o cadastro passará por um processo de análise e, se validado, o profissional receberá em seu e-mail o comprovante VacinaJá Educação, este documento terá um QRCode para verificação de autenticidade.

No momento da vacinação, o profissional da educação deverá apresentar o comprovante VacinaJá Educação, RG e CPF para conferência dos dados pelo profissional de saúde. Caso, o usuário não apresente o comprovante VacinaJá Educação ou o seu número de CPF não conste no comprovante apresentado, não poderá ser imunizado.

Público-alvo:

Poderão ser vacinados os profissionais com idade mínima de 47 anos que atuem em escolas municipais, estaduais e particulares em todo o Estado de São Paulo e ocupem funções como secretários, auxiliares de serviços gerais, faxineiras, mediadores, mererendeiras (agentes escolares), monitores, cuidadores, diretores, vice-diretores, professores de todos os ciclos da educação básica, professores coordenadores pedagógicos, além de professores temporários.