Partido Novo de Ribeirão Pires apresenta sua plataforma na cidade

0

O Partido Novo de Ribeirão Pires está em plena formação, e através de uma plataforma de gestão moderna tenta convencer os eleitores cansados com o andamento político dos últimos anos, a debaterem a fundo o problema da cidade. Conversamos com o dirigente da sigla na cidade, Eduardo Gobatto que explicou algumas propostas do partido como o processo seletivo para disputar cargo público pela legenda.

 

Bastidor Político -Qual o posicionamento do partido em relação à gestão do Kiko?
Eduardo Gobbato – O Partido prefere falar em propostas, em coisas que podem ser feitas e podem ser melhorada, contudo o partido não aceita e não apoia quem é ficha suja, por tanto não podemos apoiar a atual gestão!
BP- Fale um pouco das propostas do partido
EG – Somos contra o uso de dinheiro de impostos para partidos políticos. Lutamos pelo estado mínimo, onde o estado deve cuidar de educação saúde e segurança. Na esfera municipal da zeladoria do município.
Somos contra a reeleição ilimitada e para ser candidato no nosso partido o interessado não pode ter cargo de direção no partido e tem que passar por um processo seletivo.
Não aceitamos pessoas que estejam enquadradas na lei da ficha limpa. Por exemplo, se o prefeito Kiko quiser entrar no partido ele será vetado!
Todo candidato assina um termo de compromisso com o partido para corte de verbas que cada parlamentar tem direito. Veja o exemplo da nossa vereadora Janaina Lima em São Paulo: ela tinha direito a 18 assessores e ela cortou 12, e apenas com 6 assessores. Votou contra férias e décimo terceiro e esta devolvendo todo este valor para a secretaria de educação do município de São Paulo. Também somos contra todo e qualquer aumento de impostos.
BP- Terão candidatos este ano na cidade?

 

EG- Da cidade não, mas em são paulo teremos candidatos em todos os níveis, desde presidente da republica até deputado estadual.