‘Não temos leitos de UTI no ABC’, diz Volpi

0
2

O prefeito de Ribeirão Pires e vice-presidente do Consórcio Intermunicipal do ABC, Clovis Volpi (PL), confirmou nesta segunda-feira (1/3), que o ABC já vive um cenário de caos na saúde. Em vídeo gravado em suas mídias sociais, o chefe do Executivo afirma que não há mais leitos de UTI na região, nem nos hospitais públicos, nem nos particulares. “O ABC não tem hoje sequer um único lugar para que seja transportado um doente para a UTI”, afirmou Volpi.


Para resolver o problema, o presidente do Consórcio e prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), teria participado na manhã de hoje de uma reunião com o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), para pleitear a instalação de 110 novos leitos na região para os pacientes de covid-19. O valor sairia dos R$ 245 milhões conquistados pelo governo do Estado por meio de liminar no Supremo Tribunal Federal. “Esses 110 leitos nos daria, para as sete cidades, um pouco mais de respaldo para instalar os pacientes das sete cidades”, afirmou Volpi.


Outro problema, em curto prazo, seria as cargas de oxigênio, que não estariam sendo suficientes em Ribeirão Pires. “Acabamos de pedir a White Martins que instale um tanque na UPA. São tantos pacientes na UPA que nossas garrafas não suportam mais o número de pessoas que precisam daquele oxigênio. Por isso, então, vamos instalar um tanque para que haja oxigênio à vontade. Isso deve acontecer ainda nesta semana”, disse o prefeito.
Volpi ainda afirmou que apenas nesta segunda, 40 pessoas teriam sido atendidas na UPA da cidade com sintomas de covid-19, 25 desses com os testes já confirmados e outros 15 ainda na triagem. Além disso, a cidade teria 18 pacientes em estado de emergência- quatro na UPA e outros 14 no Hospital de campanha. Desses, seis dependeriam de UTI e estariam aguardando a liberação de leitos. “Não temos leitos de UTI no ABC para colocar ninguém. Nem se a Prefeitura quisesse pagar, pagar para ter leitos em hospitais particulares, em UTI, não existe”, afirmou Volpi, pedindo cooperação, uso de máscaras e isolamento social.


Volpi é o primeiro prefeito a confirmar a situação de caos na saúde.

Questionado sobre a situação, Paulo Serra confirmou o encontro e diz acreditar que a situação deve se acertar em breve. “O prefeito de Santo André e presidente do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, Paulo Serra, se reuniu nesta segunda-feira (1/3) com o vice-governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, para apresentar um levantamento dos leitos necessários para o Grande ABC, como forma de estruturar a saúde e evitar um colapso no sistema de Saúde. ‘Vamos focar na ampliação de leitos de UTI para atravessarmos os próximos 15 dias, período delicado de pandemia, sem deixar a nossa gente desassistida. Há um grande esforço das sete cidades para garantir as condições necessárias, salvar vidas e minimizar danos’”, destacou em nota.

Fonte: Paula Cabrera