Em entrevista, Rato Teixeira fala sobre a presidência da Câmara e afirma que Amigão prometeu renunciar ao cargo

Foto: Luís Carlos Nunes

O novo presidente da Câmara Municipal de Ribeirão Pires,  vereador Archeson Teixeira, popular Rato Teixeira (PTB), concedeu uma entrevista exclusiva ao nosso site Bastidor Político falando da disputa ao cargo e de suas pretensões à frente da Casa.

BP: Como você avalia o processo que te elegeu presidente da Câmara?

 Apesar do ambiente conturbado, avalio como natural posto que tínhamos três chapas disputando a presidência, bem como, pelo fato de nos aproximarmos do período eleitoral (2020), e isto acirra os ânimos dos envolvidos. Entretanto, é primordial o respeito na Casa de Leis, pois ali é o local de discussão de ideias, e não de discursos de incitação ao desrespeito.

BP: Na sessão que te elegeu presidente, o vereador Amigão tentou rivalizar a disputa, como você encarou o fato?

 O Amigão é um vereador bastante combativo. E todos viram que de fato ele se excedeu naquela sessão, tanto é, que após o seu termino ele me procurou para pedir desculpas pelo acesso que sabe que cometeu. Todavia, ele como todos os outros vereadores têm meus respeito, pois representam uma parcela significativa do eleitorado da Cidade, e terei o maior prazer do mundo em representa-los frente a Câmara Municipal.

BP: Você acredita que essa disputa é devido a vocês serem da mesma faixa etária e do mesmo reduto eleitoral?

Acho que este fator faz com que a disputa seja ainda mais acirrada. Porém o Amigão tem dito repetidamente que não pretende mais ser vereador, e inclusive chegou a mencionar que poderia renunciar ao cargo durante seu discurso na tribuna. Então talvez não teremos mais esta briga eleitoral, pois eu amo ser vereador e tenho muita vontade de permanecer no cargo ao qual a população me elegeu. A democracia é a conquista mais significativa para população.

 BP: Quais serão suas prioridades no comando da Casa?

Vou realizar uma gestão que respeita o dinheiro público, sempre primando pela transparência.
Respeitarei a democracia colocando os temas propostos em votação para deliberação da maioria, como deve ser.
A presidência será conduzida de portas abertas, com lealdade e seriedade.

BP: O fato de você ser sobrinho do prefeito, pode atrapalhar sua independência?

De forma alguma, tratam-se de poderes independentes e harmônicos. Inclusive entendo que será muito produtivo ter as portas do Executivo abertas para implementação de projetos e ações em conjunto, sempre visando o melhor para nossa Cidade.

BP: Qual a marca que você quer deixar à frente da presidência da Câmara?

O nosso objetivo é fazer com que a cidade prospere, sempre buscando melhorias para nossa população. E Assegurando que a condução dos trabalhos seja realizada de maneira democrática e pautada na transparência em estrito cumprimento dos ditames legais.