Após culpar e processar imprensa por não ser nomeado secretário, Orsini assume Serviços Urbanos

0

Ricardo Orsini, então adjunto da Secretaria de Serviços Urbanos de Ribeirão Pires, culpou e processou boa parte da imprensa do ABC por não ter sido nomeado secretário de sua pasta. No entanto o Diário Oficial de hoje traz sua nomeação como chefe da secretaria.

Apesar do novo secretário alegar em sua petição protocolada dia 16/04, que a imprensa foi culpada por não ter sido promovido ao cargo , após a saída de Diogo Manera, o Diário Oficial de hoje (24/4), desmente a peça jurídica.

A nomeação de Ricardo Orsini conta à partir de 06 de Abril de 2020, dez dias antes dele entrar com ação por Dano Moral contra os jornalistas: Luís Carlos Nunes, Samuel Boss, Rafael Ventura e o jornal Diário do Grande ABC.

Veja o que diz a petição:

“Cabe aqui mencionar que o requerente pretendia e tinha por objetivo substituir o atual Secretário Municipal de Serviços Urbanos, Diogo Dantas Manera, que se afastou em 03/04/2020 em detrimento as eleições municipais, em seu cargo, fato público e notório, inclusive citado pelo primeiro requerido Rafael Ventura, em matéria veiculada em 22/02/2020 no Diário de Ribeirão Pires.

Entretanto, a repercussão das inverdades e injustas ofensas divulgadas pelos requeridos, impossibilitaram o aproveitamento do requerente e sua nomeação pelo atual Prefeito para a ocupação do cargo tão sonhado, tendo sido nomeado terceiro

A justiça deverá julgar se houve má-fé do agora secretário, Ricardo Orsini, ao peticionar uma ação comunicando prejuízo, mesmo já exercendo o cargo dez dias antes.

Orsini alega que; em decorrência do acidente ocorrido dia 21 de fevereiro – na qual se envolveu e vitimou o funcionário José André Carlos, conhecido como Zé Bigode– foi tratado de forma leviana e política por parte dos veículos e jornalistas e pede mais de R$ 170 mil.