Alvo de Operação em Ribeirão Pires era membro do Conselho Municipal de Equipamentos de Saúde

0
2
Foto: Rafael Ventura

Apesar da Nota Oficial da Prefeitura de Ribeirão Pires afirmar que o Alvo da Operação Raio-x da Polícia Civil, o gerente da Santa Casa de Birigui na na Estância, Osvaldo Coca Moralis, não ter vínculo com a administração, o executivo da entidade, foi nomeado pelo prefeito Kiko Teixeira (PSDB), como Gestor Titular da UPA no Conselho Municipal de Equipamentos de Saúde em 2019, conforme DECRETO Nº 6.909, DE 24 DE MAIO DE 2019

Além da atuação no Conselho, Moralis era o responsável pela operação da Santa Casa de Birigui na Estância, e assinava como ‘Gerente Geral Ribeirão Pires’

Na ultima prestação de contas enviada para a prefeitura (em janeiro de 2020) Moralis apresenta todo balanço de atendimento da OS na UPA da cidade.

OUTRO LADO

A Prefeitura de Ribeirão Pires reforça que Osvaldo Coca Moralis não teve vínculos com a Prefeitura.

Enquanto funcionário da Santa Casa de Birigui, Osvaldo foi nomeado, por decreto municipal (nº 6.909/2019), a compor o Conselho Local da UPA como representante dos prestadores de serviço e/ou conveniado da saúde (seguindo o que estabelece a Lei Municipal 3.288/1990, que criou o Conselho Municipal de Saúde). Portanto, ele foi representante da OSS no referido Conselho Local.