“Samuzinho”: o que impediu a criação do projeto nas escolas de Mauá?

Projeto fazia parte do plano de governo do então candidato a prefeito de Mauá Clovis Volpi em 2016.

O Sistema de Atendimento Móvel de Urgência você já deve conhecer, agora você sabia que os profissionais do SAMU fazem um trabalho de conscientização nas escolas por varias cidades do país.

O Projeto “Samuzinho” é sucesso em cidades do Mato Grosso, Ceará, Piauí, Goiás e no Distrito Federal.

Em 2016 fui chamado para ajudar na composição do plano de governo voltado para a saúde do então candidato a prefeito de Mauá Clovis Volpi. O candidato não se elegeu porém esse projeto poderia ter sido colocado em prática pelo prefeito eleito Átila Jacomussi, no entanto Mauá tem algumas peculiaridades que impede o projeto de sair do papel.

Começando pelo baixo número de viaturas que a cidade dispõe, infelizmente ao deslocar uma delas para as escolas deixará a população descoberta.

Ainda na questão do sistema da cidade, outro  problema é a falta de profissionais no SAMU, sendo que a Fundação ABC que é a O.S responsável pela saúde da cidade, não contrata profissionais a mais de três anos.

E por último mas um grande problema é a interação multidisciplinar entre as secretarias, já que normalmente as secretarias da Saúde e da Educação são de grupos políticos diferentes.

Fica aqui a tristeza por esse lindo projeto não ter o aproveitamento merecido na cidade, lembrando que em 2014 Mauá tentou fazer o projeto “SAMU na Escola”, porém sem a padronização de materiais que o Projeto “Samuzinho” tem do ministério da saúde.