Governo Atila formaliza ruptura com Márcio Souza ao trazer Caio Evangelista para o governo

Por Samuel Boss

Após ser solto pela segunda vez da prisão, o prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), falou na sua primeira entrevista coletiva, após ser solto, que não haveria vingança ou ações tomadas pelo fígado, que era momento de reconstrução.

Porém, a afirmação não durou muito. Ontem (22/3) seu governo formalizou a ruptura com seu ex-braço direito, Márcio Souza ao apresentar nas redes da primeira Dama, uma aproximação com  seu desafeto político, Caio Evangelista.

“Tive o prazer de apresentar à equipe da Secretaria de Cultura e Juventude, meu querido amigo Caio Evangelista. Fizemos a primeira reunião para retomada das Oficinas Culturais e alinhamento das políticas públicas para a cultura mauaense. Reunião super positiva e propositiva. Valorizar nossa cultura e valorizar a nossa história. Bom trabalho e conte conosco”, disse Andreia na postagem.

Caio Evangelista é competente na área de cultura. É um dos nomes mais lembrados no meio cultural da cidade, porém, era um grande crítico de Atila e no segundo retorno do prefeito ao cargo, sua equipe emitiu nota oficial dizendo que a secretaria de Cultura e Juventude não compactuava com os supostos crimes cometidos, e que o alinhamento com o governo era também ser cúmplice dos mesmos.

“Acreditamos que todos aqueles que, por vontade própria, se alinham a essa gestão se tornam cúmplices de tais acusações e se caso comprovado são co-autores dos crimes cometidos (Desvio de Merenda, superfaturamento de uniformes, formação de quadrilha…)”, disse a nota da equipe de Caio.

Caio afirma que não redigiu a nota, e que já havia  da secretaria quando a publicação foi feita.

“Esclareço que na data em que foi publicado a Nota que você atribui a mim, eu não era o Secretário em exercício”, explicou Caio.

A única coisa que explica o alinhamento de Caio e Andreia é uma vingança desproporcional ao ex-chefe de Gabinete, Marcio Souza. Pois foi assim, que o grupo dos Damos agiu quando assumiu a prefeitura.

Porém de acordo com o próprio prefeito, a aproximação com Caio não teve participação de sua esposa e que as conversas já haviam começado há alguns dias. Provavelmente Caio Evangelista terá função dentro do governo auxiliando na Cultura e na Comunicação do governo.

Como morador, faço votos que a cidade volte a andar e se desprenda das brigas pessoais dentro do quadrilátero do poder.