Com histórico de ‘agressor’, Majerele faz chacota em vídeo e usa nome do prefeito Kiko

Em tempos em que a humanidade se une em solidariedade para vencer a pandemia do coronavírus, algumas pessoas vão na contramão e utilizam seus rancores pessoais para protagonizar ações irresponsáveis.

É o caso do comissionado, Antonio Leandro Benevides do Nascimento, conhecido como Leandro Majerele. De acordo com o Portal da Transparência, Majerele é Dirigente de Unidade de Controle de Zoonoses de Ribeirão Pires. No entanto, posa diariamente fazendo vídeos do trabalho da secretaria de Serviços Urbanos.

Com um passado vasto de agressões, Majerele mantém sua postura nas redes sociais, desta vez fazendo chacota e usando o nome do prefeito Kiko Teixeira. Em vídeo ele diz que está preparando para limpar alguns equipamentos a mando de Kiko e apresenta uma bebida “X-Tapa”.

Majerele já agrediu o pai do vice-prefeito durante a campanha em 2016; agrediu o ex-presidente da Câmara, Rubão Fernandes; agrediu uma servidora municipal na UBS do centro; agrediu um agente de Trânsito e recentemente agrediu o vereador Amigão D’Orto.

Neste áudio, Majerele fala em guerra contra o vereador Amigão.

O que chama atenção é que o comissionado continua firme e forte no cargo. Será que o prefeito concorda com tais agressões? Afinal por que não há nenhuma medida administrativa ou demissão deste servidor?

Enquanto o mundo busca por paz, a Prefeitura de Ribeirão Pires literalmente financia -com o dinheiro da população- agressões contra mulher e autoridades.