Covid-19: Sindicato dos Professores do ABC se reuném para defender que a vacinação também seja prioritária para a comunidade escolar

0

Nesta segunda-feira (18) o SIMPRO-ABC (Sindicato dos Professores do ABC) reuniram em torno de 30 lideranças sindicais para fazer uma reunião com as APEOESP’s (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) e SINDSERV’s (Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos), para discutirem e defender juntos com os professores das redes municipais, um comitê voltado “EM DESEFA DA VIDA” para repensar sobre a volta das aulas presenciais e tentar colocar os professores na lista de prioridades da vacina contra o Covid-19.

Na vacinação, as crianças não serão prioritários devido a infecção não ser grande nessa faixa etária. Esse comitê é para defender a vacinação da comunidade escolar: professores(a), auxiliares, merendeiras, porteiros e secretários. Para evitar a contaminação, pois cada professor imunizado vai deixar de transmitir para uma criança.

O assunto que foi bastante comentando nessa reunião foi a questão de que, as crianças inicialmente vão para as escolas uma ou duas vezes na semana (vão usar a mesma cadeira, mesa, e frequentando a mesma escola), já os professores irão todos os dias para diversas escolas e atender diversas turmas em cidades diferentes, e assim, serão os maiores veiculadores do vírus para as crianças.

Edilene, que é Presidente do SIMPRO-ABC, disse ao Bastidor Político “Nós defendemos a manutenção de todas as escolas e, também, que as escolas particulares não fechem, que sejam conservados todos os postos de trabalhos, mas que as vidas não sejam colocadas em riscos e que a vacinação seja prioritária para a comunidade escolar, justamente para proteger as crianças e suas famílias”, finalizou Edilene.