Consórcio recua e transporte do ABC não terá paralisação total



Em Assembleia Extraordinária do Consórcio Intermunicipal Grande ABC realizada por videoconferência nesta na manhã desta terça-feira (24/3), que reuniu os prefeitos dos sete municípios que compõem a região, ficou decidido que não haverá paralisação total do transporte na região.

A reunião contou com participação dos secretários estaduais de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, e de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, foi acordado o realinhamento da medida de suspensão do Transporte Coletivo Municipal no Grande ABC. 



Após reavaliação e estudos técnicos tanto do Governo do Estado, com base nas linhas da CPTM, do Metrô, da Metra e outras linhas que interferem no sistema de transporte público municipal com o Grande ABC, e com os estudos técnicos das Secretarias de Mobilidade dos sete municípios, ficou estabelecido entre as Prefeituras e o Governo do Estado que, a partir da 0h de 29 de março (domingo), o Transporte Coletivo Municipal das sete cidades será realizado com frota de 50% nos horários de pico e de 30% nos demais horários.

Aos fins de semana e feriados a frota será de 30% nos horários de pico e de 15% nos demais horários. Uma decisão responsável que tem por objetivo atender as atividades essenciais e excepcionais de acordo com a demanda e peculiaridade de cada município.



A interrupção do serviço de forma gradativa até o 28 de março (sábado) será mantida, conforme decisão anterior. 



A medida faz parte de um esforço regional para conter o avanço do novo coronavírus (Covid-19), que configura pandemia. A decisão do Consórcio ABC junto às Prefeituras e ao Governo do Estado é passível de revisão a qualquer momento, como todas as medidas no combate à pandemia. 



A população nesse momento de crise deve colaborar com o poder público e sair de casa somente se for estritamente necessário. Portanto, todos devem ficar em casa para conter a pandemia do Covid-19.